Educação Popular em Goiás

Em Goiânia iniciou-se o terceiro Curso de Educação Popular e Metodologia do Trabalho com Adolescentes e Crianças no estado de Goiás. Essa é uma edição “três em uma”, pois diante da quantidade de pessoas inscritas, a equipe coordenadora decidiu organizar três turmas, no decorrer de 2018 e tendo o Centro Cultural Caravídeo como o local dos encontros. Cada turma percorrerá uma caminhada de seis módulos onde serão tratados os seguintes temas: Estrutura e conjuntura; Concepções de adolescentes e crianças na sociedade ocidental; Educação e Educação Popular com adolescentes e crianças; Metodologia do trabalho com adolescentes e crianças; O Método: Ver, Julgar, Agir, Avaliar e Celebrar – como aplicar com adolescentes e crianças; Conexão do Agir Local com as Redes de Estratégias e Lutas de Intervenção nas Políticas Públicas para crianças e adolescentes; A Pedagogia do Lúdico Revolucionário. Além de oficinas práticas de Jogos e Brincadeiras; Desenhos; Teatro de Bonecos e Teatro do Oprimido. Tal escolha fundamenta-se na questão de que é necessário pensar e repensar práticas educacionais relacionadas à meninada e alicerçadas nas bases metodológicas da Educação Popular, uma vez que diariamente as crianças/adolescentes são bombardeadas pelos interesses do mercado que as tratam como consumidoras em potencial. Além disso, a infância é o momento das primeiras experiências que marcam para o resto da vida. Por isso, ao se trabalhar com crianças/adolescentes deve-se oferecer boas experiências a elas.

O evento é organizado pelo MAC (Movimento de Adolescentes e Crianças), em parceria com o CEBI (Centro de Estudos Bíblicos), o Centro Cultural Caravídeo, a UEG (Universidade Estadual de Goiás) e a Congregação de Nossa Senhora Cônegas de Santo Agostinho (CNS).

Sobre o 1° Módulo:
A Primeira Turma encontrou-se no dia 17 de fevereiro de 2018; a Segunda no dia seguinte; dia 25/02 foi a vez da Terceira Turma. Nos três dias refletiu-se sobre Estrutura e Conjuntura e as Concepções de Crianças e Adolescentes nas Sociedades Ocidentais, pois trabalhar com crianças/adolescentes na perspectiva da Educação Popular exige uma escuta e observação atenta da conjuntura social, política, econômica, eclesial e ideológica, na qual estão inseridas. Além disso, é necessário refletir que nas sociedades existem diferentes concepções de crianças/adolescentes e, essas compreensões moldam, conduzem a forma, o jeito de se trabalhar com elas.

Foto coletiva das três turmas no Primeiro Módulo

 

Sobre o 2° Módulo:
Nos dias 10 e 11 de março de 2018 aconteceu com a primeira e segunda turma, sucessivamente, o segundo módulo do Curso de Educação Popular e Metodologia do Trabalho com Crianças e Adolescentes, em Goiânia, Goiás.

O evento conta com a participação de pessoas provenientes de vários lugares do estado (Bela Vista, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Brasília, Caçu, Matrinchã, Indiara, Novo Brasil, Montes Claros, Rio Verde, Goiânia e etc.) e intercala momentos entre teoria e prática. Assim, nessa etapa os grupos participaram intensamente de oficinas de brincadeiras e desenhos, porque brincadeira é coisa séria por reproduzir modelos de opressão e libertação.

No que diz respeito aos desenhos vivenciou-se que por meio deles a criança expressa sentimentos e representa, comunica o mundo que a cerca. Além disso, refletiu-se sobre charges, grafites e as ideologias presentes nos desenhos animados.

O segundo módulo da Terceira Turma acontecerá no dia 24 de março.