Poema para as Crianças!

Crianças, que beleza aprender com elas!

O Deus vivo chega até nós

de um jeito surpreendente.

Vem na pele de um menino

Nascido numa estrebaria

Entre animais e palha macia.

Que beleza! Que liberdade! Que graça!

Ah, nesse Deus tão frágil, tão humano

É preciso crer.

Mas ele vem ainda e sempre

Na voz, na inteligência e na liberdade

De outras crianças que nos surpreendem

Com sua criatividade e alegria.

Louvo a este Deus pelas crianças.

No seu dia – que é todo dia –

E penso nelas e me junto às pessoas

Que neste país lutam pela vida

Das crianças, de todas elas,

Pequenas e grandes, pobres ou remediadas.

Criança é sinal do reino de Deus como disse Jesus.

Ah, defender as crianças da soberba

De governantes que traem seu futuro

É compromisso de fé,

É agir com honestidade e grandeza.

Há que devolver-lhes – com generosidade –

A música, o teatro, a pintura, o senso de liberdade.

Assim seja, hoje e amanhã.

Roberto E. Zwetsch (12/10/2016) – Teólogo, Professor de Missiologia, e Pastor da Igreja Luterana de São Leopoldo -Rio Grande do Sul.